Projecto de ampliação da Coficab da Guarda chumbado pela CCDR Centro

O projecto de ampliação das instalações da Coficab na Guarda, que prevê um investimento de oito milhões de euros e a possibilidade serem criados cerca de 30 postos de trabalho, poderá estar em risco por causa do parecer negativo da delegação local da Comissão de Coordenação e Desenvol-vimento Regional (CCDR) do Centro. Em causa estão questões ambientais.
A Câmara e a Assembleia Municipal da Guarda aprovaram com celeridade a declaração de Interesse Público da expansão da Coficab mas o organismo local da CCDR viria a informar a administração da empresa de que rejeitava o projecto por causa da Reserva Agrícola e Florestal. A situação foi dada a conhecer por João Cardoso, director de Tecnologia e Operações do Grupo COFICAB, aos candidatos da CDU na visita que efectuaram na passada semana à empresa.
Na passada Segunda-feira, em declarações aos jornalistas feitas à margem da última reunião do executivo municipal, Álvaro Amaro, disse que já reuniu com os responsáveis da Coficab e que ficou «perplexo» com aquela decisão, acrescentando que «é questionável que um departamento descon-centrado do Estado, que tem sede em Coimbra e aqui uma delegação que foi quem mandou aquela carta, mande um ofício a uma grande empresa que quer investir bastante na Guarda, mas a empresa não conhece os pareceres sobre os quais assenta aquela resposta».
«Quase garanto que nem a CCDR Centro sabe disso e muito menos o Governo da República perante um investimento de milhões de euros e que vai criar dezenas de postos de trabalho», afirmou o autarca, que se mostra convicto de que a situação será ultrapassada. «Vamos resolver o assunto e vencer um ou outro burocrata que em vez de ajudar o investimento está para bloquear», salientou Álvaro Amaro. O autarca informou ainda que a empresa «já enviou outro projecto à delegação regional da CCDR Centro».
Como o TB noticiou anteriormente, a ampliação das instalações da Coficab e a aquisição de novos equi-pamentos, que envolve um investimento de cerca de oito milhões de euros, destinam-se à produção de vários cabos para o sector automóvel, nomeadamente nas áreas da mobilidade eléctrica e condução autónoma.
A Coficab Portugal – Companhia de Fios e Cabos, Lda. foi fundada em 1993 partilhando as mesmas instalações com a antiga Delphi, na Guarda-Gare. A empresa, por motivos estratégicos de conquista de outros mercados, mudou em 2003 para novas e modernas instalações, localizadas em Vale de Estrela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close