Projecto Refood procura mais parceiros para alargar ajuda às familias

projecto Refood Guarda tem estado a entregar refeições a 12 agregados familiares, mas os pedidos de ajuda estão a aumentar desde que o Centro de Operações iniciou a actividade, como explicou ao TB o coordenador Pedro Santos. Por isso, o projecto está à procura de novas fontes de alimento para que possa prestar ajuda a quem procura. Os 12 agregados familiares a quem fornecem alimentos são constituídos por um a cinco elementos. Com duas semanas de actividade, o projecto conta com cerca de 40 fontes de alimento, mas só «cerca de metade» é que fornecem alimentos com regularidade. As restantes fornecem de «forma pontual». Pedro Santos acredita que com a divulgação do início da actividade e também com a colocação do dístico do projecto nos restaurantes aderentes possa haver mais adesões.
O projecto conta ainda aumentar o número de voluntários. São cerca de uma centena as pessoas actualmente envolvidas nas actividades do Refood, mas ainda estão a ser contactados muitos daqueles que se disponibilizaram a participar.
O Centro de Operações iniciou a actividade no dia 10 de Abril, tendo a sessão de inauguração contado com a presença do fundador do projecto em Portugal, Hunter Halder. Na primeira semana de actividade, entre 10 e 17 de Abril, foram entregues 175 refeições, envolvendo 53 voluntários e 19 parceiros por dia. Os alimentos foram recolhidos em 5 horas ao dia. A actividade diária no Centro de Operações, localizado em São Vicente, tem início pela manhã com a primeira recolha de alimentos. Durante o dia realizam-se ainda mais duas recolhas e uma série de actividades desde a selecção dos alimentos, o seu acondicionamento e embalamento, ao registo de todos os passos, à limpeza e higienização dos equipamentos e instalações.
O Centro de Operações está ainda a apelar «à ajuda» de quem possa facultar alguns produtos necessários à actividade diária como sendo sacos de lixo, detergente para máquina da loiça, luvas, tocas, entre outras coisas.
Recorde-se que o projecto Refood deu os primeiros passos na Guarda em Outubro de 2014. A primeira iniciativa foi a realização da reunião “Sementeira”, na qual foi apresentada a ideia de replicar na Guarda aquilo que já se fazia noutros pontos do país. O objectivo é tentar acabar em simultâneo com o desperdício de alimentos e distribui-los às pessoas mais necessitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close