PSD aprova dia 13 de Março a lista de candidatos ao Parlamento Europeu

O Conselho Nacional do PSD vai reunir-se em 13 de Março, em Coimbra, para aprovar a lista de candidatos às eleições para o Parlamento Europeu, apresentada pela Comissão Política Nacional. De acordo com a convocatória que está ser enviada hoje aos conselheiros, e a que a Lusa teve acesso, da agenda da reunião, marcada para as 21:00 num hotel em Coimbra, fazem parte ainda a «análise da situação política» e o «processo de revisão estatutária».
Os estatutos do PSD determinam que compete ao Conselho Nacional «aprovar as propostas referentes ao apoio a uma candidatura a Presidente da República, à designação do candidato a Primeiro-Ministro e às listas de candidatura à Assembleia da República e ao Parlamento Europeu, apresentadas pela Comissão Política Nacional, nos termos do regulamento».
Até agora, apenas foi apresentado publicamente o cabeça de lista do PSD às europeias, que será o eurodeputado Paulo Rangel – tal como em 2009 e 2014. O presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, é dado, por diversa comunicação social, como certo na lista em lugar elegível. Quando confrontado pelo líder da bancada socialista, Agostinho Gonçalves, na última Assembleia Municipal sobre essa possibilidade, o autarca social-democrata respondeu com ironia dizendo que só tinha casado uma vez e só tinha respondido perante o padre uma vez.
Na Terça-feira, questionado pelos jornalistas à margem de uma visita a uma feira alimentar, o presidente do PSD, Rui Rio, afirmou que não irá falar «em público» sobre a lista do partido às europeias, depois de uma notícia da Lusa segundo a qual o antigo presidente da Assembleia da República Mota Amaral recusou ocupar o oitavo lugar, que lhe teria sido sugerido pela direcção nacional.
Sobre o “timing” de apresentação da lista completa, Rui Rio remeteu para o final do mês a definição dos primeiros lugares, mas sem esclarecer quando fará a sua divulgação. «Relativamente aos nove ou dez primeiros, irei ver o momento, não em que fecho, já tenho na cabeça, mas o momento em que anuncio», afirmou, rejeitando que esse anúncio possa ser feito nas jornadas parlamentares do PSD, que decorrem hoje e sexta-feira no Porto.
Quanto à restante lista, o líder do PSD salientou que foi pedido às distritais que indicassem nomes, a partir do décimo lugar, até 28 de Fevereiro. «Depois teremos uns dias para a construção da lista total», afirmou.
O PSD venceu as europeias em 2009 com 31,7% (correspondentes a 8 eurodeputados) e, em 2014, a coligação PSD/CDS-PP ficou em segundo lugar com 26,7% (7 eurodeputados, seis dos quais do PSD), atrás do Partido Socialista.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close