PSD nacional encomendou estudo sobre as autárquicas na Guarda

SONY DSC

Num estudo de opinião, efectuado pela “Eurosondagem” entre 21 e 23 de Junho, sobre as eleições autárquicas na Guarda, o PSD surge à frente do PS, com uma projecção de 46,7%, enquanto que os socialistas obtêm 33,3%. Neste estudo, encomendado pela direcção nacional do PSD e que pode ser consultado na íntegra no site da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (depósito efectuado no dia 28 de Junho), o Movimento Independente surge com 7,3%, o Chega com 3,6%, o BE com 2,1%, o CDS com 2,2% e outro partido/branco ou nulo com 4%. De salientar que nesta projecção não estão contemplados os inquiridos que têm dúvidas/não sabem ou não respondem, que atinge os 16,3%.

Quando questionados sobre “se fossem hoje as eleições autárquicas para a C.M. da Guarda” qual seria o sentido de voto relativamente aos candidatos, 57,4% escolhe Carlos Monteiro (PSD), 19,1% Luís Couto (PS), 3,2% Sérgio Costa (independente), 2,9% Francisco Dias (Chega), 1,9% Aníbal Monteiro (apontado como candidato do CDS), 0,9% Jorge Mendes (BE) e 7,2% votaria noutro candidato ou votava em branco/nulo. Há ainda 7,4% que tem dúvidas/não sabe/não responde.

Na projecção que é feita neste estudo e tendo em conta estes resultados, o PSD poderia ter 5 ou 6 mandatos e o PS um ou dois.

Quanto à avaliação feita à acção da Câmara da Guarda, 43,5% responde que nem é boa nem má, 33,3% dizem que é positiva, 6,9% referem que é negativa, 4,8% consideram muito positiva e 10,1% tem dúvidas/não sabe/não responde. Relativamente ao desempenho do actual presidente da Câmara, Carlos Chaves Monteiro, 42,2% dizem que nem é boa nem má, 34,2% que é positiva, 6,3% consideram negativa, 5,2% muito positiva e 1% respondem que é muito negativa. Há 11,1% que tem dúvidas/não sabe/não responde.

Neste estudo, os inquiridos foram ainda questionados sobre «qual o maior problema da Guarda», tendo 31,3% considerado que é o emprego e actividade económica, 18,5% apontam as estradas, o trânsito e o estacionamento; e 15,2% referem os cuidados de saúde primários. A ausência de obras públicas de investimento municipal surge com 12,5%, e o abastecimento de água e esgotos com 8,8%.

Ficha técnica: «Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem entre os dias 21 e 23 de Junho de 2021 para o PSD Nacional – Candidatura do PSD à Câmara Municipal da Guarda. O objectivo é conhecer a opinião dos Portugueses com 18 anos ou mais, residentes no Concelho da Guarda.

Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores seleccionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. Amostra aleatória no que concerne ao sexo e faixa etária.

Foram efectuadas 1188 tentativas de entrevistas e, destas, 177 (17,5%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1011 entrevistas. O erro máximo da amostra é de 3,04%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.»

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close