QUERCUS promove workshop sobre Florestas Mediterrânicas de Teixo

O imperativo da preservação dos habitats onde o Teixo ocorre foi um dos temas particularmente debatidos no workshop ibérico “Florestas Mediterrânicas de Teixo (Taxus baccata)”, realizado no final da semana passada em Manteigas, no âmbito do projecto Life Taxus, coordenado pela QUERCUS – Associação Nacional de Conservação da Natureza. A iniciativa, que contou com 64 inscrições, número que agradou à associação ambiental, teve por finalidade apresentar os resultados do projecto e discutir a situação dos bosquetes de teixo em Portugal Continental.
«Estes são extremamente vulneráveis aos efeitos das alterações climáticas e das acções antropogénicas, pelo que manter a diversidade do mosaico florestal, melhorar as áreas existentes e aumentar a área de ocupação da espécie na Rede Natura 2000 são objectivos prioritários», justifica a coordenadora do projecto, Isabel Garcia Cabral.
No passado, explica, «as características do Teixo, como a sua toxicidade, o seu lento crescimento e a sua madeira de qualidade, levaram à drástica redução das suas populações na Europa. Já no século XX as ameaças vieram sobretudo da florestação com espécies exóticas nas áreas potenciais do teixo e o seu uso farmacêutico, em que para se obter 1 quilo de taxol (princípio activo utilizado no combate a alguns tipos de cancro) era necessário abater, em média, 3 mil árvores». Actualmente, «o fogo, o corte, o pastoreio, a invasão de espécies exóticas e os cenários das alterações climáticas são as grandes ameaças à sua sobrevivência».
No workshop realizado em Manteigas Sexta-feira e Sábado, foi ainda dado ênfase «a outros atributos relacionados com a espécie, como a promoção da importância das suas propriedades químicas na indústria farmacêutica em geral e na produção de medicamentos no combate ao cancro em particular».
E concluiu-se que «como os resultados das acções já executadas se repercutirão muito para além da vigência deste projecto, a continuidade da monitorização dos mesmos reveste-se de extrema importância, razão pela qual a pertinência de criar condições para um programa Pós-Life também foi debatida de forma a criar as parcerias necessárias para a manutenção destes trabalhos», adiantou a coordenadora.
O Life Taxus tem como objectivo contribuir para a recuperação do habitat prioritário Florestas mediterrânicas de Taxus baccata L., Teixo, tem vindo a ser implementado nos Sítios de Importância Comunitária onde ainda existe este habitat em Portugal, nomeadamente no Parque Natural da Serra da Estrela e no Parque Nacional da Peneda-Gerês. A intervenção na Serra da Estrela teve lugar em baldios comunitários distribuídos pelos Concelhos de Manteigas, Covilhã e Seia.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close