Retoma da actividade dos tribunais deverá ocorrer em 20 de Maio, diz PSD

O diploma sobre a retoma da actividade dos tribunais em período de pandemia deverá entrar em vigor em 20 de Maio e contém normas que, por iniciativa do PSD, foram aprovadas em Comissão Parlamentar, revelou hoje aquele grupo parlamentar.

Em comunicado, o grupo parlamentar do PSD salienta que «deu hoje um contributo decisivo para a retoma da actividade dos tribunais durante o período da doença Covid-19, aproximando-a da normalidade possível, com a apresentação de propostas de alteração a uma proposta de lei do Governo que, para os social-democratas, não servia plenamente os interesses do sistema de Justiça e do país».

O grupo parlamentar social-democrata refere que tais normas foram aprovadas na 1ª Comissão Parlamentar e serão votadas na Quinta-feira em plenário, estabelecendo uma das normas que «a regra passa a ser a realização de diligências presenciais (julgamentos e inquirição de testemunhas), com respeito pelas regras definidas pela Direção-Geral de Saúde». «Sempre que tal não seja possível, as diligências serão feitas por videoconferência ou videochamada a realizar num tribunal», avança o PSD.

Outra das normas aprovadas – de acordo com o PSD – estabelece que no caso de diligências em que intervenham partes, testemunhas ou mandatários maiores de 70 anos ou portadores de doença de risco, a videoconferência ou videochamada será feita através do seu domicílio legal ou profissional.

Uma outra norma aprovada pelos deputados em sede de comissão parlamentar determina que «os processos executivos (cobrança de dívidas) ou de insolvência deixarão, por regra, de ficar suspensos, com exceção das diligências de entrega judicial da casa de família, que serão retomadas após a cessação da situação epidemiológica».

Uma outra «norma nuclear» que o PSD revela ter sido aprovada estipula que «os tribunais devem estar dotados de meios de protecção e higienização determinados pela Direcção-Geral da Saúde (máscaras e gel desinfectante)».

Segundo adianta o PSD, estas novas regras entram em vigor cinco dias após a sua publicação, «isto é, no próximo dia 20 de Maio, caso o processo legislativo decorra com normalidade», o que – diz – «se prevê que ocorra».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close