Rita Redshoes apresenta Her na Guarda

O Teatro Municipal da Guarda recebe este Sábado mais um dos destaques da sua programação para os próximos meses: Rita Redshoes. A cantora sobe ao palco do Grande Auditório às 21h30 de Sábado para apresentar Her, o seu mais recente trabalho. A acompanhá-la vão estar Nuno Lucas no baixo, Rui Freire na bateria, Maria da Rocha e Denys Stetsenko no violino, Bruno Silva na viola e Valter Freitas no violoncelo.
Editado em Novembro do ano passado, Her contou com a produção de Victor Van Vugt, produtor do seminal disco de Nick Cave, Murder Ballads, e do disco de Beth Orton Trailer Park, vencedor do prestigiado Mercury Prize. O produtor australiano já trabalhou também com artistas tão diversos como, entre outros, P.J.Harvey, Depeche Mode, The Fall, Billy Bragg ou Einsturzende Neubauten.
Para além de ser o álbum em que a artista mais instrumentos tocou, nomeadamente piano, omnichord, teclados e guitarra acústica, é também o trabalho em que escreve e interpreta, pela primeira vez a solo, três temas em português, um dos quais em co-autoria com Pedro da Silva Martins.
Um deles é Mulher, canção que «nasceu de uma inquietação que foi crescendo à medida que também eu me fui tornando mulher. Senti-me e sinto-me inúmeras vezes, a medir espaços. Senti e sinto muitas vezes que os meus movimentos e voz são ignorados ou arrumados em caixas de preconceitos, por homens, mulheres e por mim mesma. Somos necessariamente diferentes e é isso que torna a vida rica, misteriosa e divertida. É uma canção em desabafo envolta num misto de orgulho e força», explicou Rita Redshoes aquando da edição do single.
Rita Pereira, que adoptou Rita Redshoes como nome artístico quando se lançou numa carreira a solo, iniciou o seu percurso como baterista num grupo de teatro de escola, passou por inúmeros projectos musicais (Atomic Bees, Photographs, Rebel Red Dog, David Fonseca, The Legendary Tigerman, Noiserv) como autora e intérprete, onde tocou muitos instrumentos e gravou vários discos.
Tem também colaborado em inúmeras bandas sonoras premiadas para teatro e cinema, tendo, inclusivamente, discos editados nesta área.
Recentemente tocou no lendário Joe’s Pub, em Nova Iorque, e apresentou no MoMA, também naquela cidade, e posteriormente em Berlim, a banda sonora original do documentário “Portugueses no Soho”, de Ana Ventura Miranda.
Em 2016, depois de Golden Era (2008), Lights & Darks (2010) e de Life is a Second of Love (2014), Rita Redshoes rumou em Junho a Berlim, onde gravou o seu quarto álbum de estúdio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close