Rui Rio reafirma apoio «inequívoco» à candidatura de Carlos Chaves Monteiro à Câmara da Guarda


O presidente do PSD, Rui Rio, reafirmou Sexta-feira o apoio «inequívoco» a Carlos chaves Monteiro, actual presidente da Câmara da Guarda, que é cabeça-de-lista pelo partido às próximas autárquicas, desvalorizando a possível candidatura, enquanto independente, do presidente demissionário da concelhia, Sérgio Costa.

«O PSD fez uma escolha legítima, só há um candidato, cada partido só apresenta um candidato, e o candidato que apresentamos é o doutor Carlos Chaves Monteiro que tem o apoio, quer da distrital, quer da comissão política nacional», afirmou Rui Rio.

O líder do PSD disse que a situação da Guarda «não é a única» no partido, «nem única nos partidos todos”, uma vez que disse que «há sempre concelhos onde há quem queira ser, e só pode ser um». «E, aqui, é inequívoco que o actual presidente da câmara é o candidato do PSD à Câmara da Guarda. O presidente da concelhia, queria ser ele, resolveu demitir-se, pronto, está no seu legítimo direito», disse.

Rui Rio reconheceu que «a desunião não ajuda nada, a união ajuda mais, mas há desuniões e desuniões» e, segundo informações que disse ter, «o peso eleitoral do anterior presidente da concelhia é muito escasso e, aparentemente, não influencia assim tanto o resultado como se possa pensar».

O presidente do PSD esteve ontem , Sexta-feira, na Guarda para a realização do conselho nacional, que já não acontecia nesta cidade desde o dia 31 de Março de 1979, na altura, sob a liderança de Francisco Sá Carneiro.

«Uma vez que organizamos o conselho nacional na Guarda, já agora, fazemos algumas visitas ao distrito e tomamos nota daquilo que são as dificuldades do distrito e os êxitos, que foi aquilo que também visitámos hoje», destacou ao referir-se à visita à Coficab e à JSC Berries.

A Coficab é de origem tunisina e chegou a Portugal, à cidade da Guarda, em 1993 e, em 2020, abriu uma nova estrutura com a contratação de mais de 100 colaboradores e, até ao final deste ano, conta ter 295, dos actuais 237.

A empresa dedica-se aos componentes elétricos automóveis e tem na Guarda um dos três centros de investigação que o grupo tem no mundo e, segundo o vídeo de apresentação, “90% dos produtos feitos peço grupo foram desenvolvidos em Portugal”, na cidade da Guarda.

A JSC Berries é uma empresa que nasceu em 2016 e dedica-se à produção de mirtilos. Desde o início até agora já investiu dois milhões de euros e estima, este ano, uma apanha de 100 toneladas, na sua maioria para exportar para a Holanda, e uma pequena parte para o Reino Unido.

A empresa que tem a sua maior capacidade de trabalho entre os finais de Junho e início de Setembro, para toda a campanha de apanha do mirtilo, chega a ter, neste hiato de tempo, 100 colaboradores, entre locais e estrangeiros.

Ao final da tarde, Rui Rio marcou presença no Teatro Municipal da Guarda na sessão de apresentação pública dos 14 candidatos do PSD às câmaras municipais do distrito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close