Suspeito de violência doméstica em Mêda é detido e fica sob vigilância electrónica

Um homem que a GNR deteve em Mêda por reincidência em maus tratos e agressões à mulher está agora proibido de se aproximar da vítima, vigiado por pulseira electrónica, informou hoje fonte policial. Em comunicado, a GNR detalha que a medida de coação foi aplicada por um juiz de instrução criminal de Vila Nova de Foz Côa ao arguido, de 43 anos, após detenção por indícios de que «exercia violência física e psicológica sobre a vítima, sua mulher», da mesma idade.

A detenção foi consumada na Sexta-feira, na sequência de uma investigação de três dias desenvolvida pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Comando Territorial da Guarda da GNR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close