Tiago Torres é o novo treinador do GDR Lameirinhas

Tiago Torres é o treinador escolhido pela direcção do Grupo Desportivo e Recreativo das Lameirinhas para iniciar um projecto que tem o ano de 2023 como horizonte. Após a descida do clube ao Campeonato Distrital, o novo técnico tem como funções coordenar todos os escalões, treinar a formação de seniores e iniciar um novo projecto de Futsal. A direcção alega que o futuro do clube tem de passar pela formação e já definiu que para a nova época o orçamento é de 5 mil euros, menos 50 mil que na temporada transacta.

A direcção do Grupo Desportivo das Lamei-rinhas, liderada por Esme-raldo Carvalhinho, apresen-tou esta semana um projecto até ao ano 2023, que passa pela aposta nos vários escalões de formação de Futsal até à equipa principal. «Investir no que é sustentável e desinvestir no que não é sustentável» foi uma das primeiras frases do dirigente que justificou que «não é possível investir muito numa área para se desinvestir noutras, como é o caso da área social. Por isso, o orçamento da equipa vai ser de 5 mil euros, menos 50 mil do que na época transacta. «Os postos de trabalho não podem ser colocados em causa e os salários aos funcionários não podem ficar por pagar», sustentou.
As primeiras palavras foram o repto para apresentar o projecto “GDR Lameirinhas 2023” que, segundo aquele responsável já teve início e se prolonga até 2023 porque é nessa altura que os atletas que militam agora nos infantis atingem a idade para fazer parte do plantel sénior. A equipa de seniores, apesar da descida aos distritais, não vai ser extinta, mas vai ter menos investimento e o objectivo é que daqui a 7 anos a maioria dos jogadores sejam oriundos da formação. «Que jogue a prata da casa e por amor à camisola», acrescentou, reconhecendo ainda que «este era um projecto pensado há muito tempo». «O objectivo é fazer uma época tranquila e sem ter sobressaltos financeiros», disse.
Antes de apresentar o novo coordenador e treinador dos seniores, Esmeraldo Carvalhinho referiu ainda que «o projecto é a longo prazo e subir de divisão já na próxima época está fora de questão, mas com este projecto o clube pode atingir, no futuro, patamares onde já andou ou ainda mais altos».
Com muitos anos como jogador e na última temporada como treinador dos infantis, Tiago Torres aceitou o convite para o projecto e para orientar a formação de seniores que vai competir no Campeonato Distrital. Depois de ter vencido o Campeonato Distrital de Infantis e há uns anos, o Distrital de Seniores como treinador da equipa “B” do clube. O novo técnico não tem dúvidas de que o projecto tem pernas para andar porque há muita qualidade na Guarda, acrescentando também que o protocolo que vai assinado com o Instituto Politécnico da Guarda pode trazer mais valias. «Quando me foi lançado o desafio dos seniores, propus ter aqui o desporto universitário. Construir uma equipa com médias de idades mais nova e trabalhar para que daqui a 7 anos, os atletas que estão nos infantis possam ser integrados na equipa principal. Em Braga, por exemplo, o projecto começou em conjunto com o desporto universitário e continua a ter resultados. Aqui na Guarda, com a qualidade que existe há valores para se fazer uma equipa a pensar no futuro», explicou.
Em relação ao plantel da próxima temporada, Tiago Torres ainda não sabe se os jogadores que terminaram a temporada vão continuar, mas tem a noção de que «não vai ser fácil. Muitos irão sair».
Outro problema é saber se a Associação de Futebol da Guarda vai continuar a organizar campeonatos de futsal nos escalões de formação, uma vez que nem sempre há um número de clubes inscritos que possibilitem a realização das provas. Tiago Torres não coloca de lado competir noutra associação, mas acredita que «de 2 em 2 anos vão aparecer novos escalões», salientando que «a formação é muito importante. Na Guarda sempre houve qualidade mas nunca houve formação. Houve campeões do Mundo de Futsal, no Desporto Escolar, já por duas vezes, mas esses jogadores nunca tiveram formação. Com este projecto o clube pode alcançar outros patamares».
Tiago Torres referiu ainda que o clube vai ter os escalões de formação mais novos (petizes, traquinas, e benjamins), infantis e iniciados, para além da equipa sénior.

 

Faustino Caldeira
fcaldeira@gmpress.pt

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close