Treinador do Sporting de Meda sente-se atraiçoado pela direcção e futuro técnico

O treinador do Sporting Clube de Meda, Filipe Martins sente-se atrai-çoado pela direcção do clube e pelo futuro técnico da equipa de seniores, Rogério Afonso. Depois de quatro anos no comando da formação principal do SC Meda, Filipe Martins confirmou que está de saída mas lamenta ter passado ao lado de todo o processo. «Não sabia de nada, mas já tinha sido avisado e não acreditei», diz, acrescentando ainda que «fui apunhalado pelas costas por pessoas que pensava serem amigas».

Faustino Caldeira
fcaldeira@gmpress.pt

Não está a ser pacífica a mudança de treinador no Sporting Clube de Meda. Depois de quatro anos no comando técnico, Filipe Martins está de saída mas sente-se enganado pelos dirigentes do clube e pelo futuro treinador, Rogério Afonso, que orientava os juniores. Numa entrevista a este semanário, Filipe Martins conta que «houve uma grande falta de respeito por parte de pessoas com quem conversava todos os dias. Já me tinham avisado de que andavam a preparar algo nas minhas costas mas eu não acreditei porque éramos amigos há muitos anos. Punha as mãos no fogo por essas pessoas e fui enganado». O técnico, que terminou a época no 4º lugar e que chegou às meias-finais da Taça de Honra acrescenta que «houve um jantar de encerramento de temporada onde foi dito que tudo estava a ser preparado para a próxima época e que não havia alterações. Depois fui a um convívio de S. João em casa do futuro treinador e estivemos todos juntos. No dia seguinte, o presidente do clube ligou-me de manhã para falar comigo e eu pensei que era para começarmos a delinear a temporada e fiquei surpreendido com a conversa. Foi-me dito que o Rogério Afonso tinha avisado a direcção que ou treinava os seniores ou ia embora e levava os jogadores. Era uma decisão que pertencia ao presidente do clube mas pensei que estava tudo cozinhado e estou ofendido. Ainda me ofere-ceram um lugar na estrutura do clube mas tenho valores e dignidade que não têm preço».
Filipe Martins, que na primeira passagem pelo comando técnico do clube alcançou a subida de divisão, adiantou que «o futuro treinador enviou-me uma mensagem a dizer que sempre foi leal e amigo mas nem respondi e passada uma semana liga-me a dizer que não andava bem com tudo o que se estava passar. Eu é que tenho razões de sobra para não andar bem porque fui atraiçoado por pessoas que eu julgava minhas amigas, com quem falava e convivia todos os dias e que não foram capazes de me dar uma palavra. A época acabou e tinham-me dito na altura que não contavam mais comigo e ficava tudo como dantes».
Filipe Martins diz que as versões do presidente do clube e do futuro treinador não coincidem e que, por essa razão, pretende falar com os dois ao mesmo tempo. «Já tentaram dar a volta mas não há reversões e ninguém me pode desmentir. Podem ter várias versões mas à minha frente têm de contar a verdade e a verdade é que pessoas com quem eu pensei que tinha uma amizade de longa data, me apunhalaram pelas costas, fizeram-me pensar que eu iria continuar como treinador e, afinal, o treinador dos juniores com quem colaborei desde a primeira hora, vai ser o treinador da equipa principal. Estou magoado porque não foram capazes de me contar o que se estava a passar», disse.
O TB falou também com o presidente do SC Meda. João Alonso desvaloriza as declarações de Filipe Martins e rejeita qualquer tipo de polémica. «Vão subir 7 juniores ao plantel principal e esses miúdos trabalham com o Rogério Afonso desde os 11 anos e mostram vontade em continuar mas com a condição do Rogério Afonso ser o treinador e não fazia sentido depois de se apostar tanto na formação que esses jogadores fossem jogar para outros clubes». João Alonso não esconde que se tratou de «uma decisão difícil» até porque «Filipe Martins fez um óptimo trabalho no clube».
Rogério Afonso vai orientar os seniores na próxima temporada. O técnico, que representou o Sporting Clube de Meda durante várias temporadas e chegou a ser orientado por Filipe Martins, estava no comando técnico dos juniores do clube, depois de ter também treinado os iniciados e juvenis, onde se sagrou campeão distrital. Na época passada, devido a várias ausências na formação de seniores, vários jogadores dos juniores foram chamados à equipa principal por Filipe Martins, que agora diz que «os jovens atletas sempre tiveram um comportamento exemplar mas agora dizem que só ficam no clube se o Rogério for o treinador».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close