Tribunal da Guarda absolve militar da GNR acusado de abuso sexual

SONY DSC

O Tribunal Judicial da Guarda absolveu esta tarde o militar da GNR que estava acusado de um crime de abuso sexual de uma mulher no posto daquela força policial em Celorico da Beira. A juíza do colectivo referiu, na leitura do acórdão, que embora a atitude do arguido fosse reprovável, enquanto guarda da GNR, a sua conduta não preenche os requisitos do crime de que estava acusado porque não ficou provado que se tivesse aproveitado da sua função para ter relações sexuais com a vítima. O Tribunal concluiu que foi a mulher que “avançou por sua livre iniciativa”.
O caso ocorreu no dia 24 de Fevereiro de 2019, depois da Polícia Judiciária (PJ) da Guarda ter entregue sob detenção uma mulher no posto territorial da GNR de Celorico da Beira, no intuito de a mesma ali permanecer detida. No dia seguinte, a detida formalizou uma queixa-crime nas instalações da PJ por, alegadamente, ter sido vítima de abusos sexuais, praticados por um militar da GNR, no posto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close