Vão começar as obras de requalificação de antigas minas em Gouveia e Fornos de Algodres

A requalificação das antigas áreas minei-ras no distrito da Guarda vai prosseguir com intervenções nos concelhos de Gouveia e Fornos de Algodres. As obras foram consignadas no passado sábado e têm o prazo de execução de um ano. Estas inter-venções estão pre-vistas desde 2001, ano em que foi delineado o Programa de Recuperação de Minas Abandonadas.

ão ser requalificadas mais duas antigas áreas mineiras do distrito da Guarda. A EDM, empresa a quem foi concessionada pelo Estado a recuperação ambiental de todas as minas abandonadas em Portugal vai alcançar com as empreitadas nas antigas minas de Castelejo, Formiga e Vale de Videira, no concelho de Gouveia e de Vales, no concelho de Fornos de Algo-dres, à empresa CONDURIL – ENGENHARIA S.A. A intervenção tem um valor de 2.952.000,01 euros e engloba uma área mineira no concelho de Mangualde. Os trabalhos têm um prazo de execução um ano.
A cerimónia de assina-tura do contrato decorreu, no passado Sábado, na Câmara Municipal de Gouveia e contou com a presença do secretário de Estado da Energia, Jorge Sanches.
A autarquia de Gouveia explicou que para além da empreitada de recuperação ambiental, a intervenção prevê «ainda a realização dos estudos e projectos ne-cessários, a fiscalização técnica, a coordenação de segurança em obra, a fiscalização ambiental e um conjunto de serviços de monitorização ambiental e radiométrica». «Trata-se de um grande projecto de requalificação daquilo que antigamente foi fonte de rendimento para muitas famílias», sustenta o município em comunicado.
No concelho de Gouveia a empreitada incluirá intervenções na Área Mi-neira do Castelejo, na Área Mineira de Formiga e na Área Mineira de Vale da Videira.Na Área Mineira do Castelejo serão depositados materiais das escombreiras envolventes, confinamento do depósito após imperme-abilização, selagem e recuperação paisagística. A intervenção contempla ainda um espelho de água onde será construída uma plataforma de pesca e observação. Na antiga Mina de Formiga serão removidas as escom-breiras e solos contaminados seguidos de recupe-ração paisagística de toda a área mineira. Na Área Mineira de Vale de Videira, a obra contempla a remoção de escombreiras e solos conta-minados, recuperação e integração paisagística do local. O concurso para a realização destas obras foi lançado nos últimos dias de 2015. A intervenção será financiada por fundos comunitários enquadrada no Programa Operacional Sus-tentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), do Portugal 2020.
Na mesma ocasião será ainda assinado, entre o Município de Gouveia e a EDM, um Acordo de Parceria que visa o aproveitamento e a valorização do potencial cultural, turístico, geológico e mineiro dos territórios das antigas áreas mineiras existentes no concelho de Gouveia.
Recorde-se que o Pro-grama de Recuperação de Minas Abandonadas foi delineado em 2001. Das 175 minas inventariadas pela EDM 61 são locais onde se lidou com minérios radioactivos. Da lista de minas que a EDM prevê recuperar no distrito da Guarda, 15 foram iden-tificadas como exigindo uma «intervenção prioritária». Estão distribuídas pelos concelhos da Guarda, Gouveia, Seia, Meda, Pinhel, Trancoso e Sabugal.
A antiga mina de urânio da Senhora das Fontes, na freguesia do Sorval, concelho de Pinhel, foi ser a primeira área mineira do distrito a ser reabilitada com uma inter-venção em 2010. Portugal explorou minério de urânio entre 1913 e 2000, ano em que a actividade foi dada como terminada. Neste período retirou das suas 62 minas 4370 toneladas de óxido de urânio, para além de sais de rádio, explorados antes de 1944. As minas eram, na sua maioria a céu aberto e de pequenas dimensões, e concentradas nos distritos de Guarda e Viseu. Esta actividade gerou, no seu conjunto, 13 milhões de toneladas de resíduos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close