Virtuoso Soloist of New York no Festival de Música da Bendada

O concerto de Virtuoso Soloist of New York (VSNY), formado por jovens talentos de cinco países: Estados Unidos da América, Moldávia, Itália, Sérvia e Portugal, é o grande destaque do Festival de Música da Bendada, que aquela aldeia do concelho do Sabugal acolhe entre este Sábado e a próxima Quarta-feira.
O espectáculo, que o ensemble preparou «exclusivamente para inauguração» do festival, promovido pela Bendada Aldeia Cultural, tem como título “Transatlantic – Portugal, Itália e Estados Unidos, um diálogo de música e poesia”.
«O VSNY apresenta um espectáculo ousado e original de música de câmara e poesia. A música, escrita por compositores portugueses, italianos e americanos, reflecte a diversidade cultural dos músicos do ensemble, criando uma ponte transatlântica entre dois continentes: a Europa e a América do Norte», adiantam os promotores em nota de imprensa. Todas as peças apresentadas no programa, acrescentam, estão, «de alguma forma, relacionadas com textos literários e poéticos que serão recitados ao longo do concerto. Ouvir-se-á poesia de Richard Zimler e Giuseppe Ungaretti e canções tradicionais minhotas, açorianas e búlgaras».
«Para este programa, o VSNY está especialmente grato ao compositor Tiago Cabrita que dedicou a sua mais recente obra ao ensemble. “The Love’s Voice”, escrita em 2016, é inspirada no livro de poesia homónimo de Richard Zimler, escritor norte-americano que vive desde 1990 em Portugal», escreve ainda a propósito.
Virtuoso Soloist of New York é composto por Inês Andrade (piano), Edoardo Carpenedo (piano), Samuel Marques (clarinete), Ivana Jasova (violino), Yoni Battat (viola) e Gracie Keith (violoncelo).
Para além deste concerto inaugural, haverá pequenas actuações diárias pelos jovens músicos, quase sempre ao ar livre, em locais diversos da aldeia.
Mas o festival, cuja direcção artística está a cargo da pianista Inês Andrade, tem outras actividades para além dos espectáculos musicais, como é o caso de formação e masterclasses «para mais de duas dezenas jovens músicos de vários pontos do país e workshops de técnica vocal para adultos da aldeia».
O palco principal será a Casa da Música da Bendada, inaugurada a 8 de Agosto de 2015, e por onde já passaram «dezenas de artistas, com especial destaque na área da música, mas também do teatro, poesia, documentários vídeo, e exposições de fotografia e de escultura», concretizam os promotores.
«O Festival de Música da Bendada vem trazer uma nova actividade cultural ao distrito da Guarda onde, apesar de ser uma zona com fortes tradições musicais, há uma grande falta de eventos desta natureza», afirma a directora artística, Inês Andrade, citada na nota de imprensa, justificando desta forma a escolha de uma aldeia do Interior para acolher um evento cultural com estas características. «A Bendada é o local ideal para este tipo de iniciativas», considera a jovem pianista.
E evidencia que «é incrível que uma aldeia tão pequena tenha uma Casa da Música com as condições ideais para a realização de concertos, aulas, masterclasses e muitas outras atividades». «Para além das excelentes condições da sua Casa da Música, a paisagem inspiradora, longe do barulho e das inúmeras distrações das cidades, faz da Bendada o local de eleição para se passar uma semana intensa dedicada ao estudo e partilha da música», conclui, assegurando que «os participantes do Festival serão também muito bem recebidos pelo acolhedor povo da Bendada que tanto aprecia este tipo de iniciativas culturais».

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close