VMER da Guarda sem falhas na escala nos últimos três anos

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) da Guarda não tem tido falhas nas escalas nos últimos três anos. A equipa de profissionais, composta por enfermeiros e médicos, tem sido suficiente para evitar “buracos” como chegou a acontecer no passado. A garantia foi dada pelos representantes da VMER presentes na conferência de imprensa de apresentação do Congresso da VMER da Guarda que vai decorrer na próxima semana. Actualmente estão afectos à VMER da Guarda 15 enfermeiros, estando mais dois em formação, e em breve vão iniciar funções, e 33 médicos. A VMER da Guarda actua no território abrangido pela Unidade Local de Saúde da Guarda e ainda no concelho de Aguiar da Beira.
No passado a VMER da Guarda teve alguns problemas de inoperacionalidade devido à falta de recursos humanos. Em 2013, a viatura da Guarda esteve entre as dez que estiveram mais tempo paradas. Nesse ano, a VMER da Guarda conseguiu estar 92,5 por cento do tempo disponível. Mesmo assim, representava uma maioria em relação a anos anteriores. Em 2010 havia 17 médicos afectos àquela valência.
A taxa de operacionalidade das VMER tem vindo a melhorar nos últimos anos. Em 2016, as viaturas estiveram operacionais 98,8 por cento do tempo. A paragem por falta de tripulação representou 0,78 por cento da inoperacionalidade. Em 2013 a taxa de operacionalidade foi de 93,10 por cento.
A VMER é um veículo de intervenção pré-hospitalar destinado ao transporte rápido de uma equipa médica ao local onde se encontra o doente. Dispõe de equipamento de Suporte Avançado de Vida, mas não transporta doentes. As VMER actuam na dependência directa dos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU). O seu principal objectivo consiste na estabilização pré-hospitalar e no acom-panhamento médico durante o transporte de vítimas de acidente ou doença súbita em situações de emergência. Estão localizadas nos hospitais e funcionam ao abrigo de protocolos entre o INEM e as unidades de saúde que têm este tipo de meio. Ao hospital cabe assegurar os recursos humanos necessários, aos quais o INEM dá formação específica, assim como assegurar a operacionalidade da viatura 24 horas por dia. A tripulação é constituída por um médico e enfermeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close